Design By Dotcomwebdesign.com Powered By CMSimple
Home > Os livros > Providência Divina

Providência Divina

capa Providência DivinaUma visão diferente a respeito da morte e um testemunho de Catalina sobre a Reconciliação e a Unção dos Enfermos.

(535 KB) - página A4, vertical
(482 KB) - página A4, horizontal, frente e verso

 Comprar livro
Você também pode

 

Providência Divina
Uma visão diferente sobre a morte

Testemunho de Catalina
sobre a Reconciliação e
a Unção dos Enfermos

“Fortalecei-vos com a oração, porque na hora de prestar contas em Minha presença, estareis sozinhos e nus... Com as mãos cheias ou vazias.”

 

À memória de minha mãe...
+ 27 de junho de 2003
(Dia do Sagrado Coração de Jesus e da Virgem do Perpétuo Socorro)

 À memória de meu irmão Carlos...
+ 7 de junho de 2003
(Véspera da Festa de Pentecostes e Primeiro Sábado do mês)...

 ...que nos legaram um exemplo de amor e de paz, oferecendo suas dores e sofrimentos
pela salvação das almas.

“Dito isso, mostrou-lhes as mãos e o lado. Os discípulos alegraram-se ao ver o Senhor. Disse-lhes outra vez:: ‘A paz esteja convosco! Como o Pai me enviou, assim também eu vos envio a vós.’ Depois dessas palavras, soprou sobre eles dizendo-lhes: ‘Recebei o Espírito Santo. Àqueles a quem perdoardes os pecados, ser-lhes-ão perdoados; àqueles a quem os retiverdes, ser-lhes-ão retidos’.”
(Jo 20, 20-23)

 

Querido irmão leitor:

Você tem em suas mãos a experiência de uma irmã sua, que por ordem do Senhor compartilha consigo vivências importantes para as almas de todos os homens.

Os que seguimos suas experiências já há vários anos, oferecemo-lhe um testemunho sincero sobre a autenticidade e validade destas palavras. Cremos que este obséquio divino responde à necessidade de oferecer ao homem mais informações sobre estes temas, que o pensamento moderno trata com demasiada superficialidade.

A morte não é a frustração da vida. É sim o “nascimento para a vida eterna”, mas o homem se rebela, e a desafia, em muitos casos a rejeita, mostrando uma preparação insuficiente para enfrentar um desenlace que orienta o destino de sua alma, para viver a eternidade junto a Deus ou para afastar-se definitivamente Dele.

Esta perspectiva está inscrita na existência de todo homem desde a sua concepção, seja crente ou não...

Todos teremos que nos confrontar com a morte e ali terminará de se definir nosso destino.

O presente relato nos alerta sobre a importância de viver na graça de Deus, de acudir sem temor ao amoroso abraço de Jesus Cristo, através dos meios que Ele mesmo instituiu: a Confissão, a Eucaristia e a Unção dos Enfermos; sacramentos que curam, santificam e reabilitam o estado de graça.

Por isso, convidamos a todos os irmãos que podemos fazer nos escutar, para que não esperem demais para voltar ao Senhor... Pois quem pode assegurar que amanhã se terá tempo para isso? Corram às fontes da graça! Voltem a contemplar a Cruz e inclinem-se diante de Jesus, Deus de Amor, que somente espera o retorno de seus filhos, sãos e salvos.

Os Editores

 

Submenu